Notícia da Diocese

NÃO VI A VIRGEM MARIA, MAS VI OS OLHOS DE QUEM A VIU – 13 de Maio: Dia de Nossa Senhora de Fátima.

Autor:

Queridos Irmãos e Queridas Irmãs, no dia 13 de maio de 2000, o Santo Papa João Paulo II, celebrou em Fátima, na Cova da Iria, a Beatificação dos Pastorinhos Jacinta e Francisco, que faleceram ainda crianças. Eu tive a Graça de concelebrar com o Papa e mais de 200 mil pessoas estiveram nesta celebração. Irmã Lúcia, que era Carmelita, foi autorizada comparecer e tive a oportunidade de cumprimentá-la no momento do abraço da Paz. Com os olhos cheios de ternura, beijou minhas mãos. Olhos vivos e brilhantes. Eu não vi a virgem Maria, mas vi os olhos de quem viu.

Vamos renovar nossa devoção à Nossa Senhora! Ela é caminho que nos conduz a Deus. Quem se aproxima de Maria, é por Ela, conduzido a Jesus. Ela não é uma Mãe possessiva, mas nos atrai para nos levar a Jesus Cristo, Seu Filho. Sejamos homens, mulheres, jovens e crianças, iluminados e vestidos com a Luz de Jesus Cristo.

No dia 13 de maio de 1917 as três crianças pastorinhas, Lúcia, Francisco e Jacinta, na Cova da Iria, levando as ovelhas para o pasto, em um dia ensolarado, assistem a um relâmpago forte e pensam ir para casa por causa da tempestade. No segundo relâmpago, elas se surpreendem ao verem uma Mulher tão bonita vestida de luz. Era nossa senhora! A primeira mensagem às crianças foi: “Não tenhas medo”! Nossa Senhora orientou: “- Rezem o terço todos os dias todos os dias e voltem aqui no dia 13 do mês seguinte”.

Lúcia disse que não deviam dizer nada a ninguém. No entanto, Jacinta conta tudo à sua mãe dizendo: “Mãe, hoje nos apareceu uma mulher bonita coberta de a luz, era Maria”. Bastou para que a notícia percorresse o mundo. Aquelas crianças passaram a ser mensageiras de Nossa Senhora. E assim, todos os meses, no dia 13, durante seis vezes, na mesma hora, Nossa Senhora prometeu aparecer. Ela disse aos Pastorinhos: “Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em ato de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido, e de suplica pela conversão dos pecadores”? Eles dizem que sim e Ela acrescentou: “Ides, pois, ter muito que sofrer, mas a graça de Deus será o vosso conforto”.

A Segunda Aparição aconteceu no dia 13 de junho. Desta vez, cerca de 50 pessoas assistiram. Nossa Senhora apresenta um coração cravado e pediu a reparação dos pecados que cravaram o seu coração. O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”. Lucia pede para serem levados para o céu. Nossa Senhora revela que Lucia permaneceria por mais tempo no plano terreno para cumprir a vocação desejada por Jesus, que era a de fazer o mundo conhecer e amá-la. Lucia deveria espalhar a devoção e o amor por Nossa Senhora. Jacinta e Francisco, logo seriam recolhidos ao Plano Divino.

No dia 13 de julho ocorre Terceira Aparição. Dessa vez, 2000 mil pessoas estavam no local. “Quero que venham aqui no dia 13 do mês que vem; que continuem a rezar o Terço todos os dias em honra de Nossa Senhora do Rosário, para obter a paz do mundo e o fim da guerra, porque só Ela lhes poderá valer”. Nossa Senhora revela a primeira parte do segredo de Fátima: a visão do inferno; a segunda parte do segredo: o anúncio do castigo e dos meios para evitá-lo. A terceira parte do segredo somente foi revelada no dia 26 de junho de 2000, quando o Papa João Paulo II permite sua divulgação. Cardeal Joseph Ratzinger, que posteriormente se tornou Papa Bento XVI, interpretou o Terceiro Segredo como uma visão do século XX: século este impregnado de mártires do comunismo, do nazismo e de outras forças inimigas da Igreja e de Deus. Milhões morreram pela fé.

A quarta Aparição aconteceu no dia 15 de agosto, já que crianças não puderam comparecer no dia 13, por terem sido sequestradas. Queriam que elas revelassem o segredo das Aparições. Os que foram para a Cova da Iria no dia 13 disseram ter escutados trovões e vistos relâmpagos e nuvens brancas que passavam. Nossa Senhora aparece no dia 15 e promete que no próximo mês revelaria um segredo.

A Quinta aparição ocorreu no dia 13 de setembro. 20 mil pessoas compareceram. Todos rezavam o terço. Em um reflexo de luz, surge Nossa Senhora na Grande árvore e pede: “Continuem a rezar o Terço para alcançarem o fim da guerra. Em outubro virá também Nosso Senhor, Nossa Senhora das Dores e do Carmo, São José com o Menino Jesus, para abençoarem o mundo. Deus está contente com os vossos sacrifícios, mas não quer que durmais com a corda, trazei-a só durante o dia”. E Nossa senhora mandou que voltassem no dia 13 de outubro.

Na sexta e última Aparição que ocorreu no dia 13 de outubro,70 mil pessoas compareceram. Nossa senhora apareceu mais tarde e as pessoas pensaram que era mentira das crianças. Chovia e muita lama havia no lugar. Lúcia pede que todos fechem os Guarda-chuvas. Nossa Senhora Aparece na Carrasqueira e conversa com as crianças. Ela aparece com raios de luz nas mãos em direção ao sol. Naquele momento o sol circulou no céu e o povo viu, em Fátima, e até 20 quilômetros além, aquele sol girante visível para todas as pessoas. Nossa Senhora disse: “Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o Terço todos os dias. “A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para suas casas.” … “Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido”. Abrindo as mãos, apareceu refletida no sol. E enquanto que se elevava, continuava o reflexo da Sua própria luz a projetar-se no sol.

A Virgem Maria também apareceu para Bernadete na França em 1879. Ela era uma camponesa e também ouviu Nossa Senhora pedindo que rezássemos o terço. Nossa Senhora apareceu rezando o Terço. Devemos rezar o terço na Igreja, em casa, na família, no trânsito e em muitos outros lugares e momentos. Nossa senhora pediu penitência e oração. Aquela mulher, do Livro de Apocalipse, que apareceu vestida de sol no Céu, volta na Cova da iria, ela é a Virgem Maria.

Com minhas Bênçãos pela intercessão de Nossa Senhora.

Dom José Ubiratan Lopes (OFMCap)

Bispo da Diocese de Itaguaí/RJ.

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *