Publicações

História da Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Angra

UM CAMINHO SE FAZ CAMINHANDO

Até a metade do século XX, algumas das fazendas pertencentes ao município de Angra dos Reis, estavam localizadas nessa região, caracterizando-a como rural.

A Comunidade Católica do Camorim existe desde a década de 1950. Era uma fazenda onde moravam dez famílias. Como ainda não havia uma capela, as missas eram celebradas na escola perto da praia onde a Virgem do Rosário figurava num pequeno e improvisado altar.

A Paróquia Santíssima Trindade, à qual pertencia a região de Camorim, era administrada pelos Freis Carmelitas da Paróquia de Angra dos Reis que vinham celebrar cerca de 3 missas por ano.

Por essa ocasião, toda a região pastoral era administrada pela Mitra Diocesana de Barra do Piraí.

Com o crescimento populacional em Jacuecanga, O bispo Diocesano de Barra do Piraí, na época, D. Agnelo Rossi e o Padre Provincial dos Carmelitas, Frei CrisóstomoUbbink, reativaram a Paróquia Santíssima Trindade, que perdera a sua autonomia no início do século.

E no dia 16 de junho de 1963, Frei Hilarião tomou posse como Pároco da Santíssima Trindade, dando nova autonomia à Paróquia.

Na década de 1970 a fazendaCamorim foi loteada, dando origem ao bairro.Vários fatores concorreram para a formação de novos bairros no município de Angra dos Reis, entre as décadas de 1960 e 1970.  Entre eles: a abertura oficial do Estaleiro Verolme, em Jacuecanga,a construção do terminal da Petrobrás, na Ponta Leste e a abertura da Rodovia Rio Santos cortando todo o litoral fluminense.

 Os bairros foram surgindo para abrigar os trabalhadores que vinham de várias regiões do país. Esses bairros deram origem a novas comunidades católicas, mas, a geografia do espaço físico exigia uma descentralização das atividades religiosas e do trabalho pastoral.

Para que os cristãos católicos pudessem assumir com mais empenho e compromisso o seu papel dentro da Igreja, os trabalhos pastorais deveriam ser desenvolvidos na própria comunidade.

Em 1975, na Avenida Camorim e num terreno de 525 m, doado pela família do Sr. João Pedro Segundo, foi erguida uma capela de alvenaria, sem laje e com cobertura de telha brasilite. A capela recebeu, em doação, das mãos do Sr. João Pedro, a imagem de Nossa Senhora do Rosário, que passou a ser a sua padroeira.

Com a criação da Diocese de Itaguaí em 1980, automaticamente, a região passou para os seus domínios espirituais.

Em 14 de setembro de 1986, D. Vital, bispo diocesano de Itaguaí, deu posse como pároco da Paróquia Santíssima Trindade, ao padre Johannes de Nijs, vigário em Itaguaí por 25 anos. Ele ficou conhecido entre nós como Padre João.

Com muito dinamismo e guiado pelo Espírito de Deus, Padre João impulsionou as comunidades a exercerem a ação pastoral no seu próprio território.

Ele entendeu que seria preciso criar espaços que facilitassem essas ações. Foi, assim, que em 1987 adquiriu a área onde foram construídos os três andares anexados à capela, como salão comunitário.

Os anos passaram e o prédio estava sem o devido acabamento e a cobrança de Pe. João era constante.

Ele nos dizia: – É preciso terminar o salão para começar a pensar em aumentar a capela, pois, já está pequena demais para abrigar os fiéis.

Os recursos financeiros eram escassos e foi criada uma equipe denominada de Eventos e Patrimônio, que além das festas criou um fundo móvel mantido por colaboradores anônimos.

No ano de 1996, a comunidade foi mobilizada para a realização da 1ª festa Junina Country do Camorim. A festa foi bem sucedida e a quantia levantada permitiu realizar o acabamento do salão e foram iniciadas as obras para a ampliação da Igreja.

Contamos com a sabedoria e visão de futuro de Pe. João. Ele nos perguntava:-vocês querem uma Igreja para agora ou para daqui há 20 ou 30 anos?

Dessa forma a nova Igreja foi erguida no segundo pavimento para que pudesse ser aproveitado todo o espaço que o terreno oferecia. Porém para a conclusão faltavam pisos, janelas, parte elétrica e definição do altar e da Sacristia.

Pe. Gilberto, natural de Paraty, chegou aqui como seminarista para auxiliar o Padre João. Recebeu das mãos de D. José Ubiratan a ordenação sacerdotal no dia 07 de setembro de 2004.

Logo em seguida, em março de 2005, Pe. Gilberto foi nomeado pároco da Paróquia Santíssima Trindade e Pe. João ficou como vigário até 15 de julho de 2007.

A saúde fragilizada e a idade avançada foram os motivos pelos quais o Provincial Superior do Sagrado Coração de Jesus, viesse à Angra dos Reislevá-lo para Nova Iguaçú.

Novo sangue e novo impulsoforam dados não só, no sentido de terminarem as obras, mas, também, no trabalho pastoral. Pe. Gilberto deu ênfase ao ministério da Liturgia e muito apoio nas diversas pastorais e movimentos.

A criação do “Caixa Único” permitiu que toda a arrecadação da Paróquia fosse empregada conforme a necessidade de cada comunidade. Assim foram concluídos os acabamentos devidos da Igreja Nossa Senhora do Rosário.

Foi construída a Capela do Santíssimo, foi reformado o presbitério com o Altar, a Mesa da Palavra e a Sédia em pedra artificial. Foram adquiridas novas alfaias, vasos sagrados, cálices, livros litúrgicos, castiçais e caldeirinha.

No zelo pela liturgia foi instituído o Serviço de Acólitos e Coroinhas e ampliado o número de Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística.

Pe. Gilberto teve oportunidade, também, de ampliar o espaço físico, adquirindo o terreno ao lado para anexá-lo à Igreja.

No ano passado, por ocasião dos 40 anos de muitos desafios para a conclusão do espaço religioso, Pe. Gilberto escreveu na revista publicada em comemoração:- A comunidade não pode cruzar os braços, se acomodar, se instalar e se desmotivar. Novos desafios vão surgindo e um novo jeito de ser Igreja nos é apresentado a todo o momento. Deus vai à nossa frente e a Virgem Santíssimacaminha conosco e intercede por nós. Não podemos parar. Continuemos nosso êxodo.CORAGEM!

Disse, ainda, que a comunidade se vê interpelada por diversos problemas e muitos desafios externos e internos e sugeriu o aconselhamento do Papa Francisco na sua exortação Apostólica EvangelliGaudium: – “Temos que ser uma Igreja em Saída”, isto é: Ser comunidade de discípulos que saem à frente, que se envolvem, que acompanham, que frutificam e que festejam.

 A comunidade precisava de uma motivação para continuar crescendo. E essa motivação chegou bem mais rápido do que esperávamos:Nova Paróquia Nossa Senhora do Rosário, com 6 comunidades: Lambicada, Praia do Machado, Camorim, Camorim Pequeno, Sapinhatuba II e Sapinhatuba III.

Não devemos entender essa virada como uma separação ou divisão e sim como união ou multiplicação de esforços para enfrentar os desafios que virão.

O Papa Francisco na sua exortação EvangelliGaudium, fala que não podemos ignorar os malefícios que se desenvolvem numa sociedade globalizada: tráfico de drogas e de pessoas,abandono de idosos e doentes, várias formas de corrupção e crime. O que poderia ser um lugar de encontro e solidariedade, transforma-se em lugar de retraimento e desconfiança mútua.

Ele aconselha restabelecer a dignidade da vida humana, nesse contexto, através do Evangelho de Jesus Cristo. E para isso devemos nos inserir com alegria no coração dos desafios como fermento de testemunho.

Durante o tríduo em preparação para a ereção da nova paróquia tivemos oportunidade de ouvirmos as seguintes mensagens:

No 1º dia São Paulo na sua carta nos disse: “A cada um o Senhor deu a sua tarefa: eu plantei, Apolo regou, mas era Deus que fazia crescer. De modo que nem o que planta nem o que rega são, propriamente importantes. Importante é aquele que faz crescer: Deus.

Mensagem de humildade, de perseverança, de esperança e de paciência.

No 2º diaJesusnos disse:“Avança mais para o fundo,e ali lançai vossas redes para pesca” (Lc 5, 4). O sinal é a pesca milagrosa que se transforma em símbolo da futura missão.

No 3º dia: Jesus ilustra nossa virada com uma parábola:”Ninguém corta um remendo de roupa nova para costurá-lo em roupa velha. Caso contrário,  o novo rasga o velho, e o remendo de roupa nova não combina com a roupa velha. (Lc 5, 36).

A mensagem aqui é de amor, união, fraternidade, unidade, caridade para entender o novo anúncio de Jesus e o novo tempo da Igreja.

E hoje aqui estamos na alegria de uma nova realidade e, só nos resta dizer:

Bem vindos irmãos da Sapinhatuba II e III!Nos conheceremos melhor durante a caminhada de fé.

Bem vindos irmãos do Camorim Pequeno, Lambicada e Praia do Machado. Vamos continuar nossa luta por um mundo melhor.

Bem vindo Padre Ronaldo! Jesus colocou-o no nosso caminho, não por acaso, mas para gerar novas relações de fraternidade e amor e fazer crescer a sua Igreja.

E ainda nos resta a agradecer e fazer nossos pedidos.

Agradecemos a Deus pela vida e pelo SIM do padre Ronaldo.

Agradecemos pelas nossas vidas, por nossas famílias e pela oportunidade de crescermos na fé.

Que o Senhorderrame sobre o Padre Ronaldo todas as bênçãos, para que ele coloque todo o seu talento e todos os seus dons a serviço da Igreja e da Paróquia Nossa Senhora do Rosário. E que Maria Santíssima sempre interceda junto ao Pai, por suas decisões.

Pedimos a Deus que nos ajude a viver o Evangelho de Jesus Cristo, na alegria e na paz com muita bondade, mansidão, fidelidade, caridade e fraternidade para que a unidade prevaleça sobre o conflito.

Pedimos, ainda, bênçãos para a Paróquia Nossa Senhora do Rosário, do Camorim , Angra dos Reis. Que ela seja uma comunidade de comunidades e cresça na fé, na esperança e na caridade, disseminando o amor de Cristo por todo o seu território.

Agradecemos a Virgem Santíssima, por caminhar conosco e nos ensinar a rezar através do Rosário.

Agradecemos a D. Ubiratan pela confiança que está depositando nessa nova paróquia.

Agradecemos aoPadre João pelo entusiasmo e dinamismo que deixou de herança para essa “raça”.

Agradecemos ao Padre Gilberto pelo legado que deixou nesse caminho que trilhamos juntos.

Agradecemos ao Padre Ronaldo que aceitou o desafio de pastorear um novo rebanho.

E agradecemos a todo o Povo de Deus reunido aqui.

 MUITO OBRIGADO!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *